[Prosa in Events] Para fazer as pessoas curtirem seu Facebook sem banalização de conteúdo

14/11/2012

Na última semana tivemos um evento só para falar sobre Facebook. Mas antes que pensem que foi um desfile de famosidades, memes mais famosos ou coisa do tipo, o foco do “Curtindo Facebook” foi o bom e velho business. Afinal as marcas não precisam mais estar nas redes apenas dizer que tem uma fanpage.

Hoje elas precisam, de fato, mostrar a que vieram: criar um relacionamento e engajamento com seus públicos, de forma diferenciada, atrelando o que a marca quer comunicar com aquilo que o público busca (que tem sido de uma exigência progressiva por bons conteúdos e relações). E isso vai além do “se gostou curte, se amou, compartilha”, ou algo do tipo.

Pela programação do link acima, já se tem uma noção que o assunto abordou todas as esferas e tipos de relacionamento, objetivos e também as evoluções que a rede social teve no último ano. Até a parte jurídica foi abordada, algo que muitos esquecem, mas depois do “Apocalipse das Páginas“, começaram a se atentar seriamente para isso (vale suuper a leitura dos slides da blogueira e advogada Flávia Penido).

Tanto os palestrantes nacionais como o CEO do SocialBakers (que apresentou dados atualizadíssimos do mercado brazuca na rede social) Jan Rezab foram unânimes em afirmar algo que Marcelo Vitorino resumiu numa equação básica:

 

Sim meus caros, para se ter um engajamento digno com seu público, o bom e velho conteúdo de qualidade, deve ser O foco de todo o seu planejamento, execução da sua página. E colocamos isso em destaque no post para que você não esqueça MAIS.
Afinal, um conteúdo que consiga atrelar o DNA da sua marca com o perfil do seu público, que agregue informação, entretenimento (dependendo do caso), faz TODA diferença.

Para terminar, a entrega do Socially Devoted, onde a SocialBakers mostrou os melhores do país em atendimento e engajamento (fica a dica para se inspirar). Os vencedores  foram:

Saiba mais

Branded Content e Storytelling em Marcas by Coca-cola

08/08/2012

A busca de novas ferramentas e formas de se divulgar, comunicar e relacionar entre marcas e pessoas através de conteúdos cada vez mais envolventes, interessantes e diferenciados tem sido uma constante para a comunicação.

Para atender esta demanda surgiu o Marketing de Conteúdo. Definido pelo wikipedia como “termo que engloba todos os formatos de marketing que envolvem a criação e compartilhamento de conteúdo, a fim de atrair, adquirir e envolver os consumidores atuais e potenciais definidos e compreendidos pela empresa com o objetivo de impulsionar a ação cliente de forma rentável.”

É a filosofia base do Branded Content*, que possui entre suas ferramentas o Storytelling*, que utiliza o “contar histórias” como meio de envolver marcas e audiências.

Para conhecer como acontece isso na prática, apresentamos o vídeo (feito há 1 ano, mas muito interessante) sobre como a Coca-cola tem utilizado estas ferramentas nas suas comunicações. Uma super aula prática de uma grande e inovadora empresa, confiram:

Parte 2

*Momento Glossário:

Branded Content – que é termo denominado para a forma de publicidade que elimina as distinções convencionais entre publicidade e entretenimento.

Storytelling - relação entre marcas-audiência-conteúdo focado na forma de utilizar este conteúdo através de histórias.

Transmídia – relação entre marcas-audiência-conteúdo através do uso continuo e especializado de multiplataformas,

 

Saiba mais