Em 2017, estivemos expondo mais uma vez no Case, o maior evento sobre o ecossistema de startups da América Latina. A nossa temática foi a importância da Validação, mas espera aí:

Será que você, dono (a) de uma startup, sabe de fato o que é Validar uma Startup?

Veja a validação como uma ferramenta fundamental

Validar uma startup é algo fundamental para quem deseja consolidar suas ideias, produtos, clientes, ter escalabilidade e investimentos contínuos para crescer.

Esse processo serve como um coletor de feedbacks para o seu negócio. Esses retornos poderão ser usados como aprendizado na construção da sua marca ou até mesmo como uma fonte de insights para que seu produto seja moldado uma segunda vez, tornando-o mais eficaz.

E muitos novos empreendedores não entendem essa parte vital do processo: a de receber informações positivas e negativas sobre sua startup, mas o que nos preocupamos é que você invista tempo e dinheiro em algo que realmente funcione, portanto, ao sentar com um investidor-anjo, por exemplo, para poder ter sua ideia validada para captação de recursos, escute tudo o que ele tem a dizer.

Pode parecer completamente óbvio, entretanto, não são raros os casos de empreendedores que resolveram pular por conta própria a validação da sua startup e partiram logo para o investimento (de dinheiro, tempo e energia).

Infelizmente muitos deles perderam o que foi de fato investido.

Partindo para o teste de validação

Fazer um MVP (sigla em inglês para Minimum Viable Product, ou Produto minimamente viável) é o ponto de partida para você entender a viabilidade daquilo que deseja oferecer no mercado.

São testes primários feitos para um seleto grupo de clientes (lembrando que ainda não é o seu produto final), mas com a ressalva de que este mantenha, mesmo que com mínimos recursos, a totalidade de funções para qual foi criado.