Os testes A/B podem aumentar a conversão das páginas e emails do seu negócio

 

Em nossos posts sempre reforçamos a ideia de que tudo em um projeto de negócios precisa ser avaliado e testado. Que uma ideia sozinha é vapor, é nada, e se dissolve rapidamente se não for pensada e estruturada em termos de mercado. Não custa lembrar que teoria é uma coisa, a prática, outra. Por isso, é importante fazer uso de ferramentas que permitam mostrar o quão perto ou longe da realidade nossa ideia se encontra. Os testes A/B são uma ferramentas de análise que auxiliam em importantes decisões nas startups.

Startups possuem um modelo específico de negócio: demandam agilidade feroz em suas métricas e soluções para o próprio desenvolvimento da empresa, que precisa apresentar negócios em pouco tempo, e pouca chances de erros, pois o investimento costuma ser bastante limitado e condicionado a resultados rápidos. A precisão nas mais detalhadas decisões, de caminhos deve ser próxima do perfeito.

O que é o teste A/B  e como sua startup pode utilizá-lo?

Os testes A/B comparam duas versões de uma mesma página da web, ou um mesmo e-mail marketing, para analisar qual delas traz o maior resultado, em termos de conversão e interação. Essas duas versões serão iguais exceto por uma diferença, que pode ser uma imagem, um título, a cor do botão de Call to Action, a posição das informações etc. Esse método é uma estratégia de marketing para otimizar o desempenho dos seus canais de comunicação com o público.

A conversão é um dos principais pontos de uma estratégia bem sucedida de marketing.. A partir dos testes A/B, é possível  interagir e lidar com seu público em tempo real, e coletar dados que representem o que de fato acontece no mercado. Esses testes agilizam o  processo de decision making, porque fazem com que a tomada de decisões seja baseada em fatos, em métricas, e não em achismos.

Saiba quando utilizar os testes A/B

Para que o teste a/b funcione e traga resultados satisfatórios, é preciso que o volume de acessos do seu site seja representativo. Caso contrário, as diferenças entre as versões propostas não valerão em termos quantitativos. Portanto, o melhor momento para utilizar os testes A/B é quando sua startup já possui uma lista de emails bem recheada, ou quando o seu site/ landing page mantém uma margem de acessos expressiva.

É possível repetir o teste A/B quantas vezes forem necessárias, até que a otimização da taxa de conversão seja satisfatória. Faça uma pesquisa e tente perceber quais mudanças fariam a diferença pro seu tipo de público. Será que o título faria a diferença? Ou a cor? A imagem? Lembre-se de que você pode perguntar isso a sua buyer persona .

Outro ponto importante é escolher uma ferramenta que forneça uma análise detalhada e organizada. Esse ponto é crucial, já que, dentro do contexto digital, quase tudo é mapeável, categorizável e segmentável. Por que que perder a oportunidade de se valer dos números e análises para fortalecer aspectos cruciais da sua startup?

No fim, o teste A/B é uma maneira prática de testar hipóteses. Assim como o teste de hipóteses, você precisa delimitar, por meio de números, quais resultados representam o sucesso da campanha.

Pra finalizar, lembre-se de testar, testar e testar. Lembre-se da máxima do “ABT – Always be Testing”. É uma afirmação muito usada pelos profissionais do marketing e que deve ser seguida por todos que possuem negócios cuja difusão se dá no meio digital. Continue testando, analisando e sempre confiando em dados reais, e não em suposições. Bons estudos! 🙂